Pré-Flip, com Helena e Zé

Pré-Flip, com Helena e Zé

Essa era a ideia da experiência, reconectar as pessoas com o território de Paraty, com a essência, com os elementos simples da cozinha, da terra ao prato.

A vivência principal da viagem foi construída em torno de uma relação genuína e verdadeira, da chef Helena Rizzo e do produtor Zé Ferreira, que se inspiram na biodiversidade da natureza.

Saímos sábado de manhã e caminhamos pela densa mata, por uma hora e meia, até chegar no sítio de seu Zé Ferreira, um lugar especial, muito pouco habitado, construído pelas próprias mãos do agricultor. Um lindo caminho nos levou até sua casa, uma construção simples, com traços bonitos, abraçada pela beleza da mata, que nos traz uma visão distinta de conforto. A cozinha aberta, com fogão a lenha, emoldurada pela simplicidade e pelo verde nos recebeu como se a própria natureza a tivesse construído. Tomamos um chá preparado com a casca do jatobá e saímos pela mata, colhemos taioba, capisoba, serralhinha e caruru. Voltamos para a cozinha e junto com Helena começamos a preparar o peixe que havíamos levado morro acima. Seu Zé acendeu o fogo de chão e trouxe a folha de bananeira para embrulhar o pescado, com ajuda dos participantes, logo o peixe, a farofa de banana, o purê de cará com urtiga, o arroz com o fruto da pupunha, o vinagrete com coentro do mato e a salada de folhas colhidas formaram uma mesa cheia de descobertas e novos sabores. Descemos  a trilha no final de tarde, e alguns participantes seguiram para uma festa particular no emblemático Engenho da Maria Isabel, a convite de Mauro Munhoz, fundador da Flip e anfitrião dessa viagem. No dia seguinte, para a despedida, preparamos um almoço na linda Ilha do Araújo com produtos do entorno, de Cunha, de Pindamonhangaba e dos pescadores. Que mesa. Foi lindo.

Essa foi uma viagem intimista, rica em essência, matéria prima e pessoas muito interessantes.  Obrigada a todos que participaram.

Colunista:
Dani Hispagnol
danihispagnol@goute.com.br
Sem comentários

Post A Comment